Você tem paixão por sua comida?

Sou uma pessoa que acredito em paixão. Acho que quando somos apaixonados por algo ou alguém tudo se torna diferente. E o mesmo se dá na educação dos filhos. A criança de alguma forma mágica capta esse sentimento, fica curiosa, quer imitar. E não existe uma explicação racional para esse processo.

Eu, por exemplo, sou apaixonada por livros. Adoro ler. Mas acredito que não foi apenas o fato de comprar livros e ler para minhas filhas que já as transformaram em leitoras vorazes. Deixar livros disponíveis pela casa e ler todo mundo faz. O que fez diferença foi a minha paixão: meus olhos brilhando na livraria ao descobrir um novo título, meu coração acelerado de ansiedade ao ler as primeiras frases, minha real felicidade ao fazer algo que gosto.

O mesmo se dá com a comida e nessas férias tive a chance de comprovar isso. Como já confessei aqui, não sou muito ligada nas frutas – com exceção de cerejas que, uau!, estão lindas esse ano. Acho que nunca sentei ao lado das minhas filhas para comer uma maça ou descascar uma laranja. Não fosse meu marido elas não teriam essa experiência. Já minha mãe ama a feira. Volta carregada, com frutas de todas as cores. Devora quase tudo em três dias.

Aí um dia estava ela e a caçula – aquela que não come nada – brincando. A vó cansou e disse “vou comer uma maça”, com a mesma entonação que eu digo “vou tomar um sorvete”. Lógico que a garotinha foi atrás. Ficou olhando a vó feliz lavar, descascar e cortar a fruta em gomos. Eu de longe ainda quis me meter “mãe, corta em cubinhos e dá um garfo para ela”. “Imagina, ela come com a mão”, foi a resposta. Duvidei e paguei a lingua. A pequena devorou DUAS maças comendo a fruta com as mãozinhas lambuzadas e a alegria estampada no rosto. E agora pede maça todos os dias. Final feliz.

Então você deve comer tudo com paixão para o seu filho ter uma alimentação saudável? Não, a paixão tem de ser real, não adianta fingir. Fazer cara bonita enquanto você come rúcula só para seu filho imitar não adianta nada se por dentro você estiver com o estômago revirado porque detesta a verdura. Coma com ele a verdura que você gosta e a mágica acontecerá. Leve o para cozinha, deixe-o ver fazendo seu prato preferido. Vá fazer comprar juntos no supermercado para aquela refeição especial.

Mas também, dê a possibilidade dele comer com outras pessoas, parentes e amigos, para vivenciar a experiência com outros tipos de comida, outras culturas, outros temperos. Assim a mágica acontecerá em várias direções. Só deixe para lá a tia viciada em chocolate, tá?

beijos

Mônica

P.S. Alguns devem ter notado a falha entre as gerações: minha mãe ama frutas, eu mal sei que elas existem. Passei mais de vinte anos morando com ela e a tal mágica não aconteceu. Como em tudo na vida, existem as exceções…

 

 

3 Comments

  1. Que post gostoso de ler!
    Sou fã de vcs e acompanho cada post, embora quase nao comente.
    Vc esta certa Mônica, tbe amo ler e o exemplo prático é quase tudo…
    Bjks mil pra duas queridas e um super 2012

  2. Mô,
    Adorei o post. De fato a paixão do outro nos contagia. Lembro de começar a comer salada de alface e tomate com vinagre porque via uma tia muito querida, na verdade a minha tia mais querida entre tantas tias que tenho, comer a salada dela com vinagre. Ela temperava a salada no prato e fazia de um jeito que eu desejei fazer igual. Acho que era como ela comia, com tanto gosto, que passei a imitá-la. Lembro que, no começo, achei o tempero muito azedo, afinal tinha meus 8, 9 anos, mas nunca mais deixei de comer salada com vinagre, algo que faço até hj e muitas vezes me pego pensando na tia Lexandra (Alexandrina era o nome dela). Acho que é assim que funciona: a gente vê alguém de quem gostamos muito comer algo com tanto prazer que desejamos o mesmo, talvez seja a tal da imitação prestigiosa que estudiosos dizem. Não sabemos direito quem será o eleito. Só sei que aqui em casa, os meninos imitam prestigiosamente o pai, mas nem tanto pq maridón come brócolis e cebola com paixão. Já os meninos… mimimi!
    bjs
    Pati

Comments are closed.