E para saborear, Carta da Itália

321247_102596196582487_1090712670_nSabe gente legal, gente bacana? Então, não consigo definir o Allan de outra forma: ele é um cara bacana. Originalmente, Allan e sua família são amigos do meu marido. Mas roubei eles um pouco para mim já quando os conheci pela primeira vez.  Isabella, minha primeira filha tinha três meses e eu, ela, meus peitos, minha paciência e meu sono ainda não se entendiam. De repente meu marido ligou dizendo que estava trazendo o Allan e a família toda para almoçar em casa. Estava no viva voz com todos no carro então não tive nem chance de surtar. Olhei para a casa de pernas pro ar, tipo fralda em cima da tv e desisti do cargo de melhor anfitriã da face da terra. Allan e família chegaram, invadiram minha cozinha e fizeram simplesmente o melhor almoço que já comi na vida! Eu passei o dia comendo, amamentando e dormindo, como toda mãe de recém-nascido deveria fazer… Me apaixonei pela família toda!

 

19790_131239440384829_1740121772_nAlém de cozinhar muitíssimo bem, Allan também escreve de forma deliciosa. Criou o blog Carta da Itália para contar sua aventuras na Itália, onde mora há mais de quinze anos. Nos posts, conta sobre suas impressões, da política à paisagem exuberante do pais. E tudo com um (bom) humor capaz de arrancar boas gargalhadas e fazer pensar. E agora o blog virou um e-book delicioso que você encontra AQUI.

Leia enquanto degusta uma das deliciosas receitas da família, uma pasta ao limone que a Eloá, mulher do Allan, criou:

Paccheri e limone all’Eloá

Ingredientes para quatro pessoas:
500 g de paccheri
1 cebola média
1 limão de Sorrento
Iogurte magro
Parmigiano Reggiano
Sal
Açúcar
Manteiga
1 garrafa de Malvasia

1

Leve ao fogo uma panela com água e deixe ferver. Se a panela estiver tampada a água ferverá mais depressa. Ponha a cebola picada em uma frigideira grande com um pouco de manteiga e deixe dourar.

 2
Raspe a casca do limão e reserve. Enquanto a cebola começa a dourar, esprema o suco do limão em uma vasilha.
3
Junte à cebola uma pitada de três dedos de açúcar, o suco do limão e uns 300 g de iogurte branco magro. Deixe começar a ferver e apague o fogo.
 4
Quando a massa estiver al dente reacenda o fogo da frigideira, recolha a massa com uma escumadeira larga e coloque na frigideira.
 5
Adicione a casca do limão ralada anteriormente.
6
Junte – sem cerimônia – um punhado de Parmigiano Reggiano ralado na hora.
7
Ponha uma concha da água de cozimento do macarrão.
8
Uma vez adicionados todos os ingredientes, a massa deve saltear.
9
Sirva na própria frigideira para não esfriar e ofereça a garrafa de Malvasia como acompanhamento. (E lembre-se de dar os parabéns à Eloá, depois de provar a receita.)
10
beijos
Mônica

2 Comments

  1. Olá,adorei a receita, adoro receitas italianas e notícias da bela Itália!!! Como neta de italianos, sou uma admiradora deste país tão lindo!!! Parabéns pelo trabalho.

    Abraços…

  2. Que dizer, Querida Mônica Querida?

    Muito obrigado pelo carinho e pela amizade. Estou emocionado pela manifestação e só espero que o livro esteja à altura das leitoras e leitores do Comer Para Crescer.

    Beijocas mil!

    🙂

Comments are closed.