De luto pela família do cartunista Glauco

Desculpem, mas hoje não dá para falar de alimentação infantil. O estômago tá muito embrulhado por causa das execuções sumárias* do cartunista Glauco e do seu filho, Raoni.

Estamos de luto e já saudosas. Eu, de Dona Marta, dos Ozetês e (que ironia!) do Faquinha. A Mô, do Casal Neuras, com “quem” fazia terapia.

Que policiais competentes e comprometidos com sua profissão consigam prender os criminosos de fato e não uns manés pé de chinelo como já vimos antes, só para mostrar serviço. Que a Justiça seja feita!

Beijos tristonhos
Patricia

* Entre as definições de execução sumária que o NEV-USP dá para o termo estão:
“Crimes de Execução Sumária são homicídios dolosos, nos quais existem evidências (implícitas ou explícitas) de que os agressores perpetraram a ação: …


– De uma tal maneira e com um modus operandi (tipo de armas e de ferimentos, número de tiros e de vítimas e qualificação dos agentes) que nos permitam qualificar a ação como execução sumária;

Sem que a vítima tenha tido oportunidade de esboçar reação física ou jurídica.”

4 Comments

  1. O que seria justo? Eliminar o desgraçado, sem dúvida. Mas nada vai trazer nem pai nem filho de volta. Não há justiça possível em danos irreversíveis…

  2. O dia mais triste do ano.
    Nada para falar, que a Justiça seja cega na hora da sentença, e não na hora da procura pelos responsáveis por uma barbarei tal.
    Luto
    ZZ

  3. Oi Patricia,
    Também fiquei muito triste com essa notícia, e indignada. Até fiz um post no meu blog.
    Também torço para que prendam os (ir)responsáveis por esse crime.
    um beijo

  4. Pati, é um dia triste. E como comentei no blog da Silvana Tavano, um dia triste porque não temos mais o Glauco, porque ele morreu de uma forma estúpida pelas mãos de pessoas mais estúpidas ainda. E porque sua morte nos mostra como somos vulneráveis e como a estupidez não escolhe quem é bom e quem é ruim…
    beijos

Comments are closed.